ra

su

Cen

Na política e na psicanálise, ela gera delírios ininteligíveis

 Conheça as origens e sentidos
da palavra ‘censura’

No dia 18 de julho de 1968, integrantes
do Comando de Caça aos Comunistas entraram no Teatro Ruth Escobar,
em São Paulo, e agrediram atores
que acabavam de encenar a peça
“Roda Viva” de Chico Buarque

Foto Acervo Teatro Oficina

Poucos meses depois, em dezembro, o AI-5 foi promulgado. Censura rima com ditadura e com tortura. E com “porcaria na cultura tanto bate até que fura”,
na voz de Itamar Assumpção

ditadura

tortura

censura

Ative o som para ouvir

Na antiga Roma, conta o
dicionário Houaiss, o “censor”
era o magistrado que fazia o registro dos cidadãos e de suas propriedades,
o “censo”, além de cuidar da arrecadação dos impostos

Foto Unsplash

Foto Unsplash

Mas o censor também era o que
conhecemos hoje: responsável pela
manutenção dos bons costumes,
julgava o comportamento e a moral
das pessoas, além de criticar
trabalhos literários

A “censura” e seus irmãos vêm do verbo latino “censere”, “pesar, avaliar, julgar”

Foto Unsplash

De outra origem, mas homônimo
ao “censo”, o “senso” também
pode ser a “faculdade de julgar”
— mas muitas vezes falta senso
ao censor: sensatez, prudência, entendimento

prudência

entendimento

senso

sensatez

Sigmund Freud teve o insight de comparar certos delírios à censura política em 1897, lembrando de um jornal censurado pelos russos na fronteira, com tarjas pretas que tornavam os textos ininteligíveis

Foto Dominío público

A “Zensur” de Freud é uma “instância psíquica que proíbe que emerja na consciência um desejo de natureza inconsciente e o faz aparecer sob forma travestida”. Mais tarde, Freud falará em “censor do Eu”

Foto Unsplash

Antes da censura ao outro,
há sempre a censura a si próprio:
não fiz isso, nem poderia ter feito, ainda que talvez quisesse.
Seja na psicanálise ou na política,
a censura gera delírios ininteligíveis

Foto Unsplash

Texto
Sofia Nestrovski

Arte
Gustavo Balducci

Este conteúdo faz parte do ‘Léxico’, uma seção do ‘Nexo’ dedicada à etimologia das palavras, com textos das escritoras Sofia Mariutti e Sofia Nestrovski

LEIA MAIS

Apoie o jornalismo
independente de qualidade
e tenha acesso ilimitado
a conteúdos como esse.

ASSINE O NEXO