co

xi

O que liga Britney,
arsênico e o boy lixo

Conheça as origens e sentidos
da palavra ‘tóxico’

A palavra “tóxico” vem do grego,
da expressão “toxikon pharmakon”,
e significa “veneno para flechas”.
É “pharmakon” que, na verdade,
designa o veneno. “Toxikon” fazia
referência ao arco e flecha

Foto Getty Images

Mas foi provavelmente o segundo
termo que ficou marcado porque
“pharmakon” é uma palavra
ambígua: ela é veneno e também
remédio, perigo e cura

Vídeo Pexels

Ambígua como o que Britney Spears
cantava 15 anos atrás: “Só de provar
do paraíso venenoso/ estou viciada
em você/ você não sabe que é tóxico?”

Vídeo Reprodução

LIGUE O SOM

Muitas coisas já foram tóxicas no
mundo. A cor verde, por exemplo:
no século 19, foi moda na Europa
usar roupas e decorar as casas com
um tom de verde feito com arsênico

Foto Wikimedia Commons

As pessoas adoeciam por causa de
um vestido ou um papel de parede;
crianças e idosos morriam de verde

Foto Wikimedia Commons

Outra história tóxica: do fim da
Primeira Guerra Mundial, até o
começo da Segunda, alemães tinham
a opção de escovar os dentes com
uma pasta radioativa. A propaganda
prometia melhorar a defesa bucal

Imagem WikiCommons

E outra: nos anos 1960, o Japão
começou a exportar para os Estados
Unidos um cartãozinho de urânio
para ser colocado dentro do maço
de cigarros

Vídeo Pexels

Supostamente, a radioatividade
que ele emitia reduziria os níveis
 de nicotina e outras toxinas, “melhorando a experiência
do fumante”

Gif Giphy

como a palavra do ano para 2018.
O que os dicionaristas disseram ter
em mente era a “toxic masculinity”,
a “masculinidade tóxica”

O dicionário inglês Oxford escolheu

“toxic”

É a masculinidade insegura, com
medo de ser vulnerável; tão insegura
que se torna destrutiva. Para ser mais
idiomático, por aqui podemos dizer
que é a masculinidade do “boy lixo”.
Do “boy lixo tóxico”

Imagem Getty Images

Texto
Sofia Nestrovski

Arte
Sariana Fernández

Este conteúdo faz parte do ‘Léxico’, uma seção do ‘Nexo’ dedicada à etimologia das palavras, com textos das escritoras Sofia Mariutti e Sofia Nestrovski

LEIA MAIS

Apoie o jornalismo
independente de qualidade
e tenha acesso ilimitado
a conteúdos como esse.

ASSINE O NEXO