10 mentiras do 2º turno. E como se precaver no domingo

Desinformação nas redes sociais foi um dos protagonistas da campanha de 2018. Veja dicas para não cair em notícias falsas

A desinformação nas redes sociais foi um dos principais assuntos da campanha presidencial de 2018. O WhatsApp ganhou protagonismo como meio de disseminar informações políticas na eleição, sejam verdadeiras ou falsas.

Os dois candidatos presidenciais que disputam o segundo turno, Jair Bolsonaro e Fernando Haddad, se acusam mutuamente de espalhar boatos falsos nas redes.

Segundo uma reportagem do jornal Folha de S.Paulo, empresas financiaram ataques ao PT no WhatsApp, o que configuraria crime eleitoral. O caso está sendo investigado.

PARA CONTINUAR LENDO,
TORNE-SE UM ASSINANTE

Tenha acesso ilimitado e apoie o jornalismo independente de qualidade

VOCÊ PODE CANCELAR QUANDO QUISER
SEM DIFICULDADES

Já é assinante, entre aqui

Todos os conteúdos publicados no Nexo têm assinatura de seus autores. Para saber mais sobre eles e o processo de edição dos conteúdos do jornal, consulte as páginas Nossa equipe e Padrões editoriais. Percebeu um erro no conteúdo? Entre em contato. O Nexo faz parte do Trust Project.