Vício em celular e redes sociais? Saiba o que é e como fazer um detox digital

Quando a relação com aparelhos conectados à internet vira compulsão e começa a atrapalhar outras esferas da vida, talvez esteja na hora de ficar offline e assumir o controle

A empresa mais valiosa do mundo – avaliada já em quase US$ 1 trilhão – começou 2018 levando uma “bronca” de seus acionistas. A Apple foi cobrada pelo grupo de investimento Jana Partners e pelo CalSTRS, o fundo de aposentadoria dos professores da Califórnia, a adotar medidas que deem aos pais uma forma de limitar o tempo gasto por seus filhos nas redes sociais, em jogos e outras atividades digitais por meio dos celulares e tablets fabricados pela empresa.

Os acionistas estão preocupados com os efeitos viciantes – que eles chamam de “consequências negativas não intencionais” – das novas tecnologias sobre a geração que está crescendo rodeada por elas.

PARA CONTINUAR LENDO,
TORNE-SE UM ASSINANTE

Tenha acesso ilimitado e apoie o jornalismo independente de qualidade

VOCÊ PODE CANCELAR QUANDO QUISER
SEM DIFICULDADES

Já é assinante, entre aqui

Todos os conteúdos publicados no Nexo têm assinatura de seus autores. Para saber mais sobre eles e o processo de edição dos conteúdos do jornal, consulte as páginas Nossa equipe e Padrões editoriais. Percebeu um erro no conteúdo? Entre em contato. O Nexo faz parte do Trust Project.