Um guia de como parar de matar plantas em casa

Especialistas dão dicas para quem está cansado de ter hortas, plantas e flores morrendo sob seus cuidados

    Foto: Reprodução
    'Natureza morta com oleandros' (1888), de Vincent Van Gogh
    'Natureza morta com oleandros' (1888), de Vincent Van Gogh

    Cultivar plantas pode ter efeito gratificante, caso tudo corra como se esperaria de alguém com “dedo verde”; ou frustrante, sentimento conhecido de quem passou a questionar a própria capacidade de manter até um simples cacto vivo em casa.

    O caso é que plantas são seres vivos que exigem cuidado, cada uma à sua maneira. Distinguir qual suportaria viver com pouco ou muito sol, pouca ou muita água, na janela ou decorando a mesa, não é mera bobagem. Os modos de plantio e manutenção –diária, em alguns casos– variam. Os “sinais” dados pelas plantas do seu estado de saúde também; cabe a cada um aprender como notá-los.

    PARA CONTINUAR LENDO,
    TORNE-SE UM ASSINANTE

    Tenha acesso ilimitado e apoie o jornalismo independente de qualidade

    VOCÊ PODE CANCELAR QUANDO QUISER
    SEM DIFICULDADES

    Já é assinante, entre aqui

    Todos os conteúdos publicados no Nexo têm assinatura de seus autores. Para saber mais sobre eles e o processo de edição dos conteúdos do jornal, consulte as páginas Nossa equipe e Padrões editoriais. Percebeu um erro no conteúdo? Entre em contato. O Nexo faz parte do Trust Project.