Manicômios: por que eles ainda são um problema no Brasil
Foto: Luiz Alfredo/FUNDAC

Manicômios: por que eles ainda são um problema no Brasil

A Lei da Reforma Psiquiátrica tem 15 anos, mas o debate acerca do melhor modelo de atendimento e cuidado em saúde mental continua

“No hospício, tira-se o caráter humano de uma pessoa, e ela deixa de ser gente”. A frase do psiquiatra mineiro Ronaldo Simões Coelho se referia a um caso extremo brasileiro, o do Hospital Colônia de Barbacena, em Minas Gerais, onde trabalhou brevemente. O lugar, que funcionou de 1903 a 1980, sentenciou ao menos 60 mil “pacientes”, devidamente diagnosticados ou não, à morte.

Todos os conteúdos publicados no Nexo têm assinatura de seus autores. Para saber mais sobre eles e o processo de edição dos conteúdos do jornal, consulte as páginas Nossa equipe e Padrões editoriais. Percebeu um erro no conteúdo? Entre em contato. O Nexo faz parte do Trust Project.

Conteúdo exclusivo para assinantes

Gosta do nosso jornalismo?

Somos um jornal independente, por assinatura, e sem publicidade, financiado por vocês, nossos leitores. Jornalismo de qualidade no qual você pode confiar.

  • → O essencial para estar bem informado todos os dias
  • → Notícias de forma clara, equilibrada e organizada
  • → Newsletters exclusivas
  • → Acesso a nossos gráficos e especiais

Esteja conectado com o melhor da informação.
Torne-se um assinante. Junte-se ao Nexo!