O futuro das obras públicas depois da Lava Jato
Foto: Ricardo Moraes/Reuters 31.07.2015

O futuro das obras públicas depois da Lava Jato

Com as maiores empreiteiras do Brasil impedidas de disputar licitações e de receber financiamentos do BNDES, quais as três alternativas que o governo analisa para não parar os canteiros de obras Brasil afora

    A explosão dos casos de corrupção na Petrobras, flagrados na operação Lava Jato, deixou 29 grandes empresas responsáveis pelas maiores obras de engenharia no país e pela administração de grande parte das concessões licitadas nas últimas décadas fora de novas obras públicas e de financiamentos subsidiados pelo governo. O alcance do estrago provocado pela corrupção é tão grande que compromete alguns dos maiores projetos de infraestrutura do país.

    Todos os conteúdos publicados no Nexo têm assinatura de seus autores. Para saber mais sobre eles e o processo de edição dos conteúdos do jornal, consulte as páginas Nossa equipe e Padrões editoriais. Percebeu um erro no conteúdo? Entre em contato. O Nexo faz parte do Trust Project.

    Conteúdo exclusivo para assinantes

    Gosta do nosso jornalismo?

    Somos um jornal independente, por assinatura, e sem publicidade, financiado por vocês, nossos leitores. Jornalismo de qualidade no qual você pode confiar.

    • → O essencial para estar bem informado todos os dias
    • → Notícias de forma clara, equilibrada e organizada
    • → Newsletters exclusivas
    • → Acesso a nossos gráficos e especiais

    Esteja conectado com o melhor da informação.
    Torne-se um assinante. Junte-se ao Nexo!