A história por trás dos falsos ‘serviçais’ do Itamaraty
Foto: Ricardo Moraes/Reuters 20.01.2010

A história por trás dos falsos ‘serviçais’ do Itamaraty

Diplomatas gays tiveram de registrar seus maridos como empregados de Embaixada para conseguir os mesmos direitos dos casais heterossexuais

    Em novembro, o Itamaraty passou a ser questionado por funcionários, ex-funcionários e ativistas na imprensa e nas redes sociais por conta de sua política de gênero. Um grupo de mais de cem mulheres apresentou queixas pelo que considera políticas discriminatórias. O debate pôs em evidência a posição das mulheres, mas não trouxe à luz uma questão ainda menos debatida: a situação dos homossexuais na carreira diplomática.

    Todos os conteúdos publicados no Nexo têm assinatura de seus autores. Para saber mais sobre eles e o processo de edição dos conteúdos do jornal, consulte as páginas Nossa equipe e Padrões editoriais. Percebeu um erro no conteúdo? Entre em contato. O Nexo faz parte do Trust Project.

    Conteúdo exclusivo para assinantes

    Gosta do nosso jornalismo?

    Somos um jornal independente, por assinatura, e sem publicidade, financiado por vocês, nossos leitores. Jornalismo de qualidade no qual você pode confiar.

    • → O essencial para estar bem informado todos os dias
    • → Notícias de forma clara, equilibrada e organizada
    • → Newsletters exclusivas
    • → Acesso a nossos gráficos e especiais

    Esteja conectado com o melhor da informação.
    Torne-se um assinante. Junte-se ao Nexo!