O escândalo dos bingos no Rio. E os jogos de azar no Brasil

Operação atinge bicheiro, delegados de polícia e ex-PM acusado de assassinar Marielle. Entenda o histórico de proibição da jogatina no país e sua relação com outras atividades criminosas

O Nexo é um jornal independente sem publicidade financiado por assinaturas. A maior parte dos nossos conteúdos são exclusivos para assinantes. Aproveite para experimentar o jornal digital mais premiado do Brasil. Conheça nossos planos. Junte-se ao Nexo!

O Ministério Público deflagrou nesta terça-feira (10) a Operação Calígula, com mandados de prisão e busca e apreensão contra envolvidos numa rede de casas de apostas no Rio de Janeiro, incluindo bingos e jogo do bicho. Os investigadores dizem que a organização criminosa era acobertada por agentes de segurança pública. Entre os alvos estão o ex-PM Ronnie Lessa, réu pelo assassinato da vereadora Marielle Franco, o bicheiro Rogério de Andrade e os delegados Marcos Cipriano e Adriana Belém. Na casa da policial foram encontrados quase R$ 2 milhões em espécie. O “Durma com essa” fala sobre a operação e faz um histórico da proibição dos jogos de azar no Brasil, cuja liberação é tema de um projeto de lei que avança no Congresso. O programa também traz o redator Marcelo Roubicek falando sobre os efeitos do aumento do diesel no transporte público e o repórter especial João Paulo Charleaux comentando a crise política e econômica no Sri Lanka.

Assine o podcast: Spreaker | Apple Podcasts | Deezer | Google Podcasts | Spotify | Outros apps (RSS)

Edição de áudio Roberto Soares

Todos os conteúdos publicados no Nexo têm assinatura de seus autores. Para saber mais sobre eles e o processo de edição dos conteúdos do jornal, consulte as páginas Nossa equipe e Padrões editoriais. Percebeu um erro no conteúdo? Entre em contato. O Nexo faz parte do Trust Project.