O impasse do Supremo após as investidas de Bolsonaro

Depois de conceder perdão a deputado bolsonarista condenado pelo tribunal, presidente volta a dizer que pode não cumprir decisões judiciais. Ministros medem reações a embates, que devem marcar ano eleitoral

O Nexo é um jornal independente sem publicidade financiado por assinaturas. A maior parte dos nossos conteúdos são exclusivos para assinantes. Aproveite para experimentar o jornal digital mais premiado do Brasil. Conheça nossos planos. Junte-se ao Nexo!

    O presidente Jair Bolsonaro (PL) disse em evento com ruralistas nesta segunda-feira (25) que pode vir a desobedecer decisão do Supremo, a depender do que o tribunal decidir no julgamento do marco temporal, que trata da demarcação de terras indígenas. A fala foi feita dias depois de o presidente reabrir a crise com a mais alta corte do país ao conceder perdão ao deputado federal Daniel Silveira, condenado pelo tribunal por fazer ameaças a ministros. O “Durma com essa” mostra como as novas investidas de Bolsonaro deixam o Supremo num impasse. O programa também tem participação do redator Cesar Gaglioni, que comenta os carnavais do Brasil em 2022, e do repórter especial João Paulo Charleaux, que fala sobre a reeleição do presidente Emmanuel Macron na França.

    Assine o podcast: Spreaker | Apple Podcasts | Deezer | Google Podcasts | Spotify | Outros apps (RSS)

    ESTÁ ERRADO: Este episódio diz que a prefeitura de São Paulo está organizando o carnaval de rua no mês de junho. Na verdade, as festas acontecerão em 16 e 17 de julho. A informação foi corrigida às 12h45 do dia 27 de abril de 2022.

    Edição de áudio Laura Capelhuchnik

    Todos os conteúdos publicados no Nexo têm assinatura de seus autores. Para saber mais sobre eles e o processo de edição dos conteúdos do jornal, consulte as páginas Nossa equipe e Padrões editoriais. Percebeu um erro no conteúdo? Entre em contato. O Nexo faz parte do Trust Project.