O que o governo impede você de saber sobre o presidente

Gabinete de Segurança Institucional impõe sigilo sobre entrada no Planalto de pastores suspeitos no escândalo do MEC, repetindo uma prática comum no governo Bolsonaro

O Nexo é um jornal independente sem publicidade financiado por assinaturas. A maior parte dos nossos conteúdos são exclusivos para assinantes. Aproveite para experimentar o jornal digital mais premiado do Brasil. Conheça nossos planos. Junte-se ao Nexo!

    O governo decretou sigilo sobre encontros fora da agenda oficial entre o presidente Jair Bolsonaro e os pastores lobistas do Ministério da Educação suspeitos de cobrar propina para a liberação de verba pública. A medida ocorreu após pedido do jornal O Globo para ter acesso aos registros de entrada e saída dos religiosos do Palácio do Planalto. O “Durma com essa” desta quarta-feira (13) explica como a Lei de Acesso à Informação, criada para dar mais transparência ao setor público, é usada para barrar a divulgação de dados. O programa traz também o redator Marcelo Roubicek falando sobre o novo presidente da Petrobras e o repórter especial João Paulo Charleaux comentando a acusação da Ucrânia de uso bombas de fósforo branco pela Rússia na guerra.

    Assine o podcast: Spreaker | Apple Podcasts | Deezer | Google Podcasts | Spotify | Outros apps (RSS)

    Colaboraram Roberto Soares e Isabela Cruz

    Todos os conteúdos publicados no Nexo têm assinatura de seus autores. Para saber mais sobre eles e o processo de edição dos conteúdos do jornal, consulte as páginas Nossa equipe e Padrões editoriais. Percebeu um erro no conteúdo? Entre em contato. O Nexo faz parte do Trust Project.