Vida trilionária: Elon Musk e os super-ricos do século 21

Empresário vira maior acionista do Twitter. Valor de mercado da plataforma disparara e deixa homem mais rico do mundo ainda mais rico. Projeção diz que ele pode se tornar o primeiro trilionário do planeta

O Nexo é um jornal independente sem publicidade financiado por assinaturas. A maior parte dos nossos conteúdos são exclusivos para assinantes. Aproveite para experimentar o jornal digital mais premiado do Brasil. Conheça nossos planos. Junte-se ao Nexo!

A Comissão de Valores Mobiliários dos Estados Unidos revelou nesta segunda-feira (4) que Elon Musk, homem mais rico do mundo, tem em mãos cerca de 9% das ações do Twitter. Essa participação é avaliada em quase US$ 3 bilhões. As ações da empresa subiram quase 30% ao longo do dia. A fatia em mãos de Elon Musk faz dele o maior acionista da rede social. Entre outros negócios, o empresário sul-africano é dono da companhia de carros elétricos Tesla e da empresa de transporte espacial SpaceX. Uma projeção da empresa de software Tipalti Approve diz que Musk pode virar o primeiro trilionário do mundo em 2024. O “Durma com essa” fala sobre a ascensão dos super-ricos num mundo cada vez mais desigual. O programa traz também o redator Marcelo Roubicek falando sobre o pior nível de renda dos brasileiros em dez anos e o repórter especial João Paulo Charleaux comentando o massacre de Bucha na guerra da Ucrânia.

Assine o podcast: Spreaker | Apple Podcasts | Deezer | Google Podcasts | Spotify | Outros apps (RSS)

Colaborou Roberto Soares

Todos os conteúdos publicados no Nexo têm assinatura de seus autores. Para saber mais sobre eles e o processo de edição dos conteúdos do jornal, consulte as páginas Nossa equipe e Padrões editoriais. Percebeu um erro no conteúdo? Entre em contato. O Nexo faz parte do Trust Project.