A atitude do presidente da Ucrânia diante da invasão russa

Resposta de Volodymyr Zelensky aos conflitos em seu país fizeram com que ele passasse a ser tratado por parte dos governantes e pela mídia ocidental como um líder inspirador

O Nexo é um jornal independente sem publicidade financiado por assinaturas. A maior parte dos nossos conteúdos são exclusivos para assinantes. Aproveite para experimentar o jornal digital mais premiado do Brasil. Conheça nossos planos. Junte-se ao Nexo!

    Volodymyr Zelensky foi o presidente mais bem votado da história da Ucrânia, mas desde o início do seu mandato, em 2019, costumava ser retratado como o comediante sem experiência política que se transformou em líder de um país. Sua reação à invasão russa, no entanto, mudou a forma como ele é tratado pela imprensa e por outros governantes. O “Durma com essa” desta terça-feira (1º) fala sobre a reposta do presidente ucraniano à guerra em seu país. O episódio também tem a participação da redatora Mariana Vick, que comenta a crise de refugiados na Europa, e do repórter especial João Paulo Charleaux, que explica a investigação sobre crimes contra a humanidade cometidos na Ucrânia.

    Assine o podcast: Spreaker | Apple Podcasts | Deezer | Google Podcasts | Spotify | Outros apps (RSS)

    Colaborou Roberto Soares

    Todos os conteúdos publicados no Nexo têm assinatura de seus autores. Para saber mais sobre eles e o processo de edição dos conteúdos do jornal, consulte as páginas Nossa equipe e Padrões editoriais. Percebeu um erro no conteúdo? Entre em contato. O Nexo faz parte do Trust Project.