Qual papel a Coronavac pode ter na vacinação infantil

Anvisa aprova aplicação de imunizante em crianças e adolescentes de 6 a 17 anos. Instituto Butantan afirma que tem 15 milhões de doses disponíveis

O Nexo é um jornal independente sem publicidade financiado por assinaturas. A maior parte dos nossos conteúdos são exclusivos para assinantes. Aproveite para experimentar o jornal digital mais premiado do Brasil. Conheça nossos planos. Junte-se ao Nexo!

    A Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) aprovou nesta quinta-feira (20) a aplicação em caráter emergencial da Coronavac em crianças de 6 a 17 anos, com um veto para pessoas imunossuprimidas (com baixa imunidade). Com o aval, o governo de São Paulo afirmou ter incluído o imunizante contra a covid-19 na campanha estadual, e o Instituto Butantan diz ter 15 milhões de doses disponíveis. A incorporação na campanha nacional depende do Ministério da Saúde. O “Durma com essa” fala sobre a autorização da Anvisa, o que foi vetado pela agência e o papel da Coronavac no enfrentamento da pandemia.

    Assine o podcast: Spreaker | Apple Podcasts | Deezer | Google Podcasts | Spotify | Outros apps (RSS)

    Colaborou Deisi Witz

    Todos os conteúdos publicados no Nexo têm assinatura de seus autores. Para saber mais sobre eles e o processo de edição dos conteúdos do jornal, consulte as páginas Nossa equipe e Padrões editoriais. Percebeu um erro no conteúdo? Entre em contato. O Nexo faz parte do Trust Project.