Afinal, o Lula e o PT querem ou não querem o impeachment?

Maior partido de esquerda do país defende oficialmente deposição de Bolsonaro, mas evitou engrossar protestos organizados por grupos de direita

O Nexo é um jornal independente sem publicidade financiado por assinaturas. A maior parte dos nossos conteúdos são exclusivos para assinantes. Aproveite para experimentar o jornal digital mais premiado do Brasil. Conheça nossos planos. Junte-se ao Nexo!

    As esvaziadas manifestações que ocorreram no país no domingo (12) convocadas por grupos de direita como MBL (Movimento Brasil Livre) e Vem pra Rua tiveram um caráter de “terceira via”, com políticos que tentam se apresentar como alternativas ao ex-presidente Lula e ao atual presidente, Jair Bolsonaro. O PT decidiu não aderir aos atos. O “Durma com essa” explica a situação do maior partido de esquerda do país, que apoia publicamente o impeachment, mas segundo adversários e alguns analistas da crônica política prefere ver Bolsonaro desgastado, mas no cargo, até outubro de 2022. O programa traz ainda o redator Marcelo Roubicek falando sobre os efeitos do clima sobre o agronegócio, e o repórter especial João Paulo Charleaux comentando a visita do papa ao primeiro-ministro da Hungria, Viktor Orbán.

    Assine o podcast: Spreaker | Apple Podcasts | Deezer | Google Podcasts | Spotify | Outros apps (RSS)

    Colaborou Roberto Soares

    Todos os conteúdos publicados no Nexo têm assinatura de seus autores. Para saber mais sobre eles e o processo de edição dos conteúdos do jornal, consulte as páginas Nossa equipe e Padrões editoriais. Percebeu um erro no conteúdo? Entre em contato. O Nexo faz parte do Trust Project.