Os estágios da pandemia num mundo com 4 milhões de mortes

OMS alerta para ‘ponto perigoso’ da crise sanitária, na medida em que países ricos com vacinação avançada retomam a normalidade e regiões pobres lidam com alto patamar de casos e atraso na imunização

O Nexo é um jornal independente sem publicidade financiado por assinaturas. A maior parte dos nossos conteúdos são exclusivos para assinantes. Aproveite para experimentar o jornal digital mais premiado do Brasil. Conheça nossos planos. Junte-se ao Nexo!

O diretor-geral da OMS (Organização Mundial da Saúde), Tedros Adhanom, alertou nesta quarta-feira (7) que, enquanto o mundo atinge a marca de quatro milhões de mortes causadas pela covid-19, a pandemia está num ponto perigoso. Enquanto países como os Estados Unidos reabrem atividades, regiões como o continente africano enfrentam alta de casos, subnotificação e vacinação lenta. O “Durma com essa” fala sobre os estágios da pandemia e os riscos de a vacinação ocorrer de forma desigual. Também traz participações da redatora Fernanda Boldrin, que comenta o depoimento do ex-diretor de Logística do Ministério da Saúde Roberto Ferreira Dias à CPI da Covid, e do repórter especial João Paulo Charleaux, que fala sobre o assassinato do presidente do Haiti, Jovenel Moïse.

Assine o podcast: Spreaker | iTunes | Google | Spotify | Deezer | Outros apps (RSS)

Colaborou Roberto Soares

Todos os conteúdos publicados no Nexo têm assinatura de seus autores. Para saber mais sobre eles e o processo de edição dos conteúdos do jornal, consulte as páginas Nossa equipe e Padrões editoriais. Percebeu um erro no conteúdo? Entre em contato. O Nexo faz parte do Trust Project.