O novo auxílio emergencial e o avanço da pobreza no país

Governo federal divulga calendário de distribuição do benefício em 2021. Estudo mostra que novo programa não é suficiente para cobrir a linha da pobreza em nenhum estado do país

O Nexo é um jornal independente sem publicidade financiado por assinaturas. A maior parte de nossos conteúdos são exclusivos para assinantes, mas esta seção é de acesso livre sempre. Aproveite para experimentar o jornal digital mais premiado do Brasil. Conheça nossos planos. Junte-se ao Nexo!

O presidente Jair Bolsonaro divulgou nesta quarta-feira (31) o calendário de distribuição do novo auxílio emergencial. No pior momento da pandemia no país, o governo inicia um programa reduzido, com um orçamento que corresponde a 15% do valor destinado ao benefício em 2020. Estudo do Insper publicado nesta terça-feira (30) estima que o novo programa não é suficiente para cobrir a linha da pobreza em nenhum estado do país. O “Durma com essa” explica a importância do auxílio emergencial, as críticas à nova política e o avanço da pobreza no Brasil. O programa traz ainda o redator Marcelo Roubicek falando sobre as pressões econômicas que Bolsonaro vem sofrendo e o repórter especial João Paulo Charleaux comentando o bloqueio diplomático dos EUA com a empresa chinesa Huawei.

O episódio cita projetos filantrópicos que ajudam milhares de famílias. Para saber como fazer doações, acesse boradoar.com.br ou temgentecomfome.com.br.

Assine o podcast: Soundcloud | iTunes | Google | Spotify | Deezer | Outros apps (RSS)

Colaborou Mauricio Abbade

Todos os conteúdos publicados no Nexo têm assinatura de seus autores. Para saber mais sobre eles e o processo de edição dos conteúdos do jornal, consulte as páginas Nossa equipe e Padrões editoriais. Percebeu um erro no conteúdo? Entre em contato. O Nexo faz parte do Trust Project.