Novas compras e mais fabricação: os passos da vacinação no Brasil

Bolsonaro participa de reunião com Pfizer para comprar vacina enquanto Fiocruz e Butantan tentam viabilizar produção em massa. Imunização segue lenta

O Nexo é um jornal independente sem publicidade financiado por assinaturas. A maior parte de nossos conteúdos são exclusivos para assinantes, mas esta seção é de acesso livre sempre. Aproveite para experimentar o jornal digital mais premiado do Brasil. Conheça nossos planos. Junte-se ao Nexo!

O presidente Jair Bolsonaro participou nesta segunda-feira (8) de uma reunião com o CEO da Pfizer para agilizar a compra de doses da vacina da farmacêutica americana. O governo federal espera fechar em breve um acordo, enquanto a Fiocruz e o Instituto Butantan tentam viabilizar a produção em massa de doses dos imunizantes de Oxford/AstraZeneca e Coronavac. O “Durma com essa” mostra as negociações por mais vacinas, o estágio da fabricação em solo nacional e o ritmo lento da vacinação no país. O repórter especial João Paulo Charleaux comenta a visita do chanceler Ernesto Araújo a Israel e a redatora Fernanda Boldrin fala sobre a decisão do ministro do Supremo Luiz Edson Fachin que anulou as condenações de Lula na Lava Jato e abriu caminho para o ex-presidente disputar as eleições de 2022.

Assine o podcast: Soundcloud | iTunes | Google | Spotify | Deezer | Outros apps (RSS)

Colaborou Mauricio Abbade

Todos os conteúdos publicados no Nexo têm assinatura de seus autores. Para saber mais sobre eles e o processo de edição dos conteúdos do jornal, consulte as páginas Nossa equipe e Padrões editoriais. Percebeu um erro no conteúdo? Entre em contato. O Nexo faz parte do Trust Project.