O aperto restritivo em São Paulo. E as exceções à medida

Após hesitações, Doria anuncia volta à fase vermelha em todo estado. A decisão tenta impedir o colapso do sistema de saúde paulista num momento inédito da epidemia no Brasil

O Nexo é um jornal independente sem publicidade financiado por assinaturas. A maior parte de nossos conteúdos são exclusivos para assinantes, mas esta seção é de acesso livre sempre. Aproveite para experimentar o jornal digital mais premiado do Brasil. Conheça nossos planos. Junte-se ao Nexo!

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), anunciou nesta quarta-feira (3) a volta à fase vermelha em todo estado. A medida, que prevê as restrições de circulação mais duras do plano paulista para o enfrentamento da covid-19, entra em vigor no dia 6 de março e deve durar duas semanas, a depender da evolução da curva de infecções, óbitos e internações. É a primeira vez, desde o início da crise sanitária, que o país inteiro está em situação crítica por causa da doença. O Durma com essaexplica a decisão, mostra como escolas e igrejas ficaram de fora, e relembra as hesitações do governador ao longo da pandemia. O programa traz ainda o redator Marcelo Roubicek contextualizando o tombo do PIB (Produto Interno Bruto) brasileiro e o repórter especial João Paulo Charleaux comentando como El Salvador se tornou um laboratório do populismo radical.

Assine o podcast: Soundcloud | iTunes | Google | Spotify | Deezer | Outros apps (RSS)

Colaborou Mauricio Abbade

Todos os conteúdos publicados no Nexo têm assinatura de seus autores. Para saber mais sobre eles e o processo de edição dos conteúdos do jornal, consulte as páginas Nossa equipe e Padrões editoriais. Percebeu um erro no conteúdo? Entre em contato. O Nexo faz parte do Trust Project.