A queda do Brasil no ranking de desenvolvimento humano

Estagnação na educação e avanço de outros países fazem IDH brasileiro cair cinco posições no índice das Nações Unidas referente a 2019, primeiro ano do governo de Jair Bolsonaro

O Nexo é um jornal independente sem publicidade financiado por assinaturas. A maior parte de nossos conteúdos são exclusivos para assinantes, mas esta seção é de acesso livre sempre. Aproveite para experimentar o jornal digital mais premiado do Brasil. Conheça nossos planos. Junte-se ao Nexo!

O Brasil caiu cinco posições no ranking global do IDH (Índice de Desenvolvimento Humano) em 2019, segundo relatório anual divulgado na terça-feira (15) pelo Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento. O índice brasileiro chegou a apresentar leve melhora, mas a estagnação na área da educação tornou o crescimento insuficiente diante do avanço de outros países. O “Durma com essa” destrincha os dados de 2019 e mostra as estimativas das Nações Unidas para o desenvolvimento humano em meio à pandemia do novo coronavírus. O programa também traz o redator Estêvão Bertoni, que fala sobre os atrasos na divulgação dos resultados de eficácia da Coronavac, e o repórter especial João Paulo Charleaux, que comenta a demora de Bolsonaro para cumprimentar Joe Biden, presidente eleito nos Estados Unidos.

Assine o podcast: Soundcloud | iTunes | Google | Spotify | Deezer | Outros apps (RSS)

Colaborou Mauricio Abbade

Todos os conteúdos publicados no Nexo têm assinatura de seus autores. Para saber mais sobre eles e o processo de edição dos conteúdos do jornal, consulte as páginas Nossa equipe e Padrões editoriais. Percebeu um erro no conteúdo? Entre em contato. O Nexo faz parte do Trust Project.