A política da vacina e as etapas para o início da imunização

Ministro da Saúde muda tom e abre espaço para antecipação da vacinação. Entenda as questões técnicas e políticas que envolvem a medida mais esperada no combate à covid-19

Estamos com acesso livre temporariamente em todos os conteúdos como uma cortesia para você experimentar o jornal digital mais premiado do Brasil. Conheça nossos planos de assinatura. Assine o Nexo.

Eduardo Pazuello disse nesta quarta-feira (9) que a Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) vai aprovar vacinas contra a covid-19 que concluírem todas as fases de seus estudos clínicos “na primeira oportunidade”. O Ministro da Saúde também falou na possibilidade de aplicação de imunizantes de forma emergencial ainda em dezembro, com vacinação em massa da população a partir de fevereiro. É uma antecipação de cronograma em meio a pressões sobre o governo federal. O “Durma com essa” explica as questões técnicas e políticas que envolvem o tema. O programa traz também a redatora Isabela Cruz falando sobre a flexibilização no acesso a armas no Brasil e o repórter especial João Paulo Charleaux comentando as relações entre China e Nepal que envolvem a altura do monte Everest.

Assine o podcast: Soundcloud | iTunes | Google | Spotify | Deezer | Outros apps (RSS)

Colaborou Mauricio Abbade

Todos os conteúdos publicados no Nexo têm assinatura de seus autores. Para saber mais sobre eles e o processo de edição dos conteúdos do jornal, consulte as páginas Nossa equipe e Padrões editoriais. Percebeu um erro no conteúdo? Entre em contato. O Nexo faz parte do Trust Project.