A Livraria Cultura sob ameaça de falência. E o quadro do mercado

Juiz dá cinco dias para rede de livrarias comprovar que está cumprindo plano de recuperação judicial aprovado em 2018

    A Livraria Cultura divulgou nesta terça-feira (22) um comunicado para negar que vá fechar suas portas. Foi uma reação a uma decisão judicial de sexta-feira (18). Na ocasião, o juiz Marcelo Barbosa Sacramone, da 2ª Vara de Falências de São Paulo, rejeitou o pedido de mudanças na recuperação judicial da rede varejista de livros. O juiz então deu cinco dias para que Livraria Cultura comprove que está cumprindo integralmente os termos da recuperação judicial original, sob pena de ter decretada sua falência. O “Durma com essa” mostra como esse episódio se insere numa crise maior do setor. Traz também o repórter especial João Paulo Charleaux comentando o discurso do presidente Jair Bolsonaro na 75ª Assembleia-Geral da ONU e o redator Marcelo Roubicek falando sobre a greve dos Correios.

    Colaborou Mauricio Abbade

    Todos os conteúdos publicados no Nexo têm assinatura de seus autores. Para saber mais sobre eles e o processo de edição dos conteúdos do jornal, consulte as páginas Nossa equipe e Padrões editoriais. Percebeu um erro no conteúdo? Entre em contato. O Nexo faz parte do Trust Project.