A prorrogação do auxílio emergencial até o fim de 2020

Benefício terá valor reduzido de R$ 600 para R$ 300 nos quatro meses restantes do ano. Diante da pressão sobre os gastos públicos, governo anuncia retomada da agenda de reformas

O Nexo é um jornal independente sem publicidade financiado por assinaturas. A maior parte de nossos conteúdos são exclusivos para assinantes, mas esta seção é de acesso livre sempre. Aproveite para experimentar o jornal digital mais premiado do Brasil. Conheça nossos planos. Junte-se ao Nexo!

Jair Bolsonaro anunciou nesta terça-feira (1º) a prorrogação do auxílio emergencial até o fim de 2020. O benefício de R$ 600 começou a ser pago em abril para trabalhadores informais e autônomos de baixa renda como forma de reduzir os impactos econômicos da pandemia do novo coronavírus. Agora, ele terá seu valor reduzido para R$ 300. Com a pressão sobre os gastos públicos, o presidente também anunciou a retomada da reforma administrativa, cujo texto deve ser entregue ao Congresso na quinta-feira (3). O “Durma com essa” mostra os efeitos sociais do auxílio emergencial, explica suas implicações políticas e descreve os debates internos que o benefício desperta sobre a agenda fiscal do governo. O programa traz ainda o redator Marcelo Roubicek falando sobre a queda de 9,7% do PIB no segundo trimestre e o repórter especial João Paulo Charleaux comentando o movimento dos “coronacéticos” da Europa. Assine o Nexo e apoie o jornalismo independente de qualidade.

Colaborou Laila Mouallem

Todos os conteúdos publicados no Nexo têm assinatura de seus autores. Para saber mais sobre eles e o processo de edição dos conteúdos do jornal, consulte as páginas Nossa equipe e Padrões editoriais. Percebeu um erro no conteúdo? Entre em contato. O Nexo faz parte do Trust Project.