A carta de investidores contra o desmatamento no Brasil

Grupo de 29 fundos globais pede que governo tome atitudes para deter a destruição da Amazônia. Com crise ambiental e combate errático à pandemia, imagem do país no exterior está desgastada

    Um grupo de 29 empresas de investimento de nove países, que juntas administram US$ 3,7 trilhões, enviou uma carta a diplomatas brasileiros pedindo reuniões para debater a política ambiental do governo Bolsonaro, em iniciativa divulgada na terça-feira (23). Os investidores declaram preocupação com o desmatamento acelerado na Amazônia, os planos de liberar mineração em terras indígenas e os comentários do ministro Ricardo Salles sobre usar a pandemia para “passar a boiada”. Desde a crise das queimadas de 2019, empresas e investidores têm ameaçado retirar dinheiro do Brasil. Este episódio do “Durma com essa” trata do desgaste da imagem do país no exterior, pelo meio ambiente e pelas falhas no combate à pandemia, e as consequências disso em meio a uma crise econômica. A redatora Isabela Cruz fala sobre a entrada conturbada do ex-ministro da Educação Abraham Weintraub nos Estados Unidos. E o repórter especial João Paulo Charleaux comenta os acenos de uma aproximação entre Nicolás Maduro e Donald Trump.

    Colaborou Laila Mouallem

    Todos os conteúdos publicados no Nexo têm assinatura de seus autores. Para saber mais sobre eles e o processo de edição dos conteúdos do jornal, consulte as páginas Nossa equipe e Padrões editoriais. Percebeu um erro no conteúdo? Entre em contato. O Nexo faz parte do Trust Project.