Como os países começam a reabrir as suas fronteiras

Após meses de lockdown, Itália começa a receber turistas da União Europeia. Lugares como Austrália e Nova Zelândia estudam criar 'bolha' de viagens para permitir a circulação apenas entre seus territórios

    A Itália, um dos países europeus que mais sofreram com o novo coronavírus, reabriu as suas fronteiras para membros da União Europeia na quarta-feira (3). O Reino Unido anunciou que viajantes que chegarem do exterior precisarão se isolar por 14 dias. E governos na Oceania e Escandinávia planejam criar 'bolhas' de viagens, que permitem a circulação de pessoas apenas entre países próximos que estão com a pandemia sob controle. As dificuldades e os temores da reabertura entre países são o tema principal do “Durma com essa” de hoje. Participam também o correspondente internacional João Paulo Charleaux, que comenta o impacto dos protestos antirracistas dos EUA na corrida eleitoral para a Presidência no país, e o repórter especial Camilo Rocha, que fala sobre a campanha para marcas se posicionarem a favor do movimento negro nas redes sociais.

    Colaborou Natan Novelli Tu

    Todos os conteúdos publicados no Nexo têm assinatura de seus autores. Para saber mais sobre eles e o processo de edição dos conteúdos do jornal, consulte as páginas Nossa equipe e Padrões editoriais. Percebeu um erro no conteúdo? Entre em contato. O Nexo faz parte do Trust Project.