Ir direto ao conteúdo

A queda na produção industrial e o impacto da pandemia

Indústria brasileira teve o pior mês de março desde 2002, segundo o IBGE. Recuo em relação a fevereiro se compara à greve de caminhoneiros que paralisou a economia em maio de 2018

    A produção industrial caiu 9,1% entre fevereiro e março, segundo dados do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) divulgados na terça-feira (5). É o pior resultado para o mês de março desde 2002. O número já reflete o impacto da pandemia e das medidas de isolamento social adotadas para conter o avanço do coronavírus ao redor do Brasil. O “Durma com essa” destrincha os resultados e conversa com o economista Joelson Sampaio, professor da Fundação Getulio Vargas, sobre as perspectivas para a indústria na crise. Além disso, o redator Estêvão Bertoni fala sobre o endurecimento da quarentena que alguns estados estudam adotar, e o repórter especial João Paulo Charleaux comenta a especulação americana sobre a origem do novo coronavírus.

    Colaborou Laila Mouallem

    Todos os conteúdos publicados no Nexo têm assinatura de seus autores. Para saber mais sobre eles e o processo de edição dos conteúdos do jornal, consulte as páginas Nossa equipe e Padrões editoriais. Percebeu um erro no conteúdo? Entre em contato. O Nexo faz parte do Trust Project.