O aumento da violência doméstica na pandemia

Registros de ocorrências aumentaram 20% em São Paulo. Confinamento em casa deixa mulheres mais expostas e mais vulneráveis a agressores

    A violência doméstica aumentou no período de quarentena no estado de São Paulo, segundo dados da Secretaria de Segurança Pública publicados nesta segunda-feira (20) pelo jornal Folha de S.Paulo. Um outro levantamento, este do Fórum Brasileiro de Segurança Pública, aponta que, mesmo com um aumento de relatos, mulheres estão registrando menos boletins de ocorrência. Os motivos são as medidas de isolamento social, adotadas para conter o avanço do novo coronavírus, que deixam mulheres com menos acesso a canais de denúncia. Este é o tema principal do “Durma com essa”, que traz ainda João Paulo Charleaux comentando o isolamento internacional de Jair Bolsonaro e Juliana Domingos de Lima apresentando o especial sobre os 60 anos de Brasília.

    Colaborou Ricardo Monteiro

    Todos os conteúdos publicados no Nexo têm assinatura de seus autores. Para saber mais sobre eles e o processo de edição dos conteúdos do jornal, consulte as páginas Nossa equipe e Padrões editoriais. Percebeu um erro no conteúdo? Entre em contato. O Nexo faz parte do Trust Project.

    Já é assinante? x

    Entre aqui

    Continue sua leitura

    Inscreva-se abaixo no Boletim Coronavírus, uma newsletter diária do Nexo: