Ir direto ao conteúdo

A denúncia contra o policial acusado de matar Ágatha

Ministério Público Estadual diz que PM cometeu homicídio qualificado pela morte da garota no Complexo do Alemão, no Rio, em setembro de 2019

    O Ministério Público Estadual denunciou na terça-feira (3) o policial militar Rodrigo José de Matos Soares pela morte da garota Ágatha Vitória Sales Felix, de 8 anos. Ágatha foi atingida por fragmentos de um projétil na noite de 20 de setembro, no Complexo do Alemão, zona norte do Rio de Janeiro. O policial, denunciado por homicídio qualificado, alega que agiu por legítima defesa após trocar tiros com traficantes, mas a investigação mostrou que não houve confronto na hora do crime. O “Durma com essa” fala sobre o caso Ágatha, sobre abusos cometidos em operações policiais e sobre os projetos do governo Bolsonaro que buscam isentar agentes de segurança em casos de excessos.

    Colaborou Natan Novelli Tu

    Todos os conteúdos publicados no Nexo têm assinatura de seus autores. Para saber mais sobre eles e o processo de edição dos conteúdos do jornal, consulte as páginas Nossa Equipe e Padrões editoriais. Percebeu um erro no conteúdo? Entre em contato. O Nexo faz parte do Trust Project. Saiba mais.

    Mais recentes