Ir direto ao conteúdo

As ameaças do governo Bolsonaro contra protestos de oposição

Da promessa de usar das Forças Armadas nas ruas a declarações sobre um novo AI-5, entenda como o presidente e seu entorno encaram manifestações que sequer estão acontecendo

    O Brasil está calmo se comparado a países vizinhos de América do Sul. Mesmo assim, integrantes do governo Jair Bolsonaro, assim como o próprio presidente, vêm fazendo ameaças contra eventuais manifestações da oposição. Bolsonaro disse que um dos objetivos de seu projeto que isenta militares de punição em caso de excessos em operações GLO (Garantia da Lei e da Ordem) é barrar “atos terroristas” em protestos. Já Paulo Guedes, ministro da Economia, fez referência a um novo AI-5 no Brasil, algo que já havia sido feito por Eduardo Bolsonaro, deputado federal e terceiro filho do presidente. Nesta terça-feira (26), Brasília se mobilizou em torno da declaração de Guedes. O presidente do Supremo, Dias Toffoli, e o presidente da Câmara, Rodrigo Maia, condenaram a fala do ministro. Ouça no “Durma com essa”:

    Colaborou Laila Mouallem

    Todos os conteúdos publicados no Nexo têm assinatura de seus autores. Para saber mais sobre eles e o processo de edição dos conteúdos do jornal, consulte as páginas Nossa Equipe e Padrões editoriais. Percebeu um erro no conteúdo? Entre em contato. O Nexo faz parte do Trust Project. Saiba mais.

    Mais recentes