Ir direto ao conteúdo

Como a queda de Evo Morales divide a América Latina

Líderes de esquerda e de direita da região reagem à derrubada do presidente que ficou por quase 14 anos no comando da Bolívia

    Cidades bolivianas amanheceram nesta segunda-feira (11) com lojas e casas destruídas por incêndios e saques feitos por gangues. No domingo (10), Evo Morales havia renunciado à presidência do país após quase 14 anos no poder, em meio a ameaças da polícia e das Forças Armadas. O “Durma com essa” trata das definições de um golpe de Estado e mostra a disputa em torno do termo.

     

     

    Colaborou Laila Mouallem

     

    Todos os conteúdos publicados no Nexo têm assinatura de seus autores. Para saber mais sobre eles e o processo de edição dos conteúdos do jornal, consulte as páginas Nossa Equipe e Padrões editoriais. Percebeu um erro no conteúdo? Entre em contato. O Nexo faz parte do Trust Project. Saiba mais.

    Mais recentes