Ir direto ao conteúdo

O que está por vir na crise do vazamento de óleo no Nordeste

Mais de quatro mil toneladas de petróleo já foram retiradas dos mares, segundo autoridades. Navio grego é apontado como principal suspeito pelo vazamento

    Representantes do Ministério da Defesa, Ibama e Polícia Federal apresentaram na segunda-feira (4) resultados da operação que tenta conter o desastre ambiental no Nordeste. Segundo as autoridades, 4.000 toneladas de óleo foram retiradas da costa. Mas ainda não se sabe a quantidade de petróleo derramada no mar. O “Durma com essa” fala sobre a investigação que apontou um navio grego como suspeito, a capacidade do Brasil em lidar com vazamentos e a afirmação do presidente Jair Bolsonaro de que o pior “está por vir”. Ouça:

    Colaborou Laila Mouallem

    Todos os conteúdos publicados no Nexo têm assinatura de seus autores. Para saber mais sobre eles e o processo de edição dos conteúdos do jornal, consulte as páginas Nossa Equipe e Padrões editoriais. Percebeu um erro no conteúdo? Entre em contato. O Nexo faz parte do Trust Project. Saiba mais.

    Mais recentes