Ir direto ao conteúdo

Os chilenos nas ruas. E o presidente Piñera em crise

Governo revogou aumento em preço da passagem de metrô em Santiago, mas não dissuadiu manifestantes

    Já são 15 mortos em protestos de rua no Chile, segundo dados oficiais divulgados nesta terça-feira (22). E uma greve geral foi convocada para quarta-feira. O "Durma com essa" explica o que levou os chilenos às ruas na maior agitação social desde a redemocratização do país em 1990. E explica também o que os mantêm lá, mesmo depois de o governo do presidente Sebastián Piñera recuar do aumento do preço da passagem de metrô em Santiago, estopim da crise. Ouça:

    Colaborou Mauricio Abbade

    Todos os conteúdos publicados no Nexo têm assinatura de seus autores. Para saber mais sobre eles e o processo de edição dos conteúdos do jornal, consulte as páginas Nossa equipe e Padrões editoriais. Percebeu um erro no conteúdo? Entre em contato. O Nexo faz parte do Trust Project.