Ir direto ao conteúdo

Como começar a ler Lygia Fagundes Telles

Conheça ou revisite os principais marcos da extensa carreira da contista e romancista brasileira

A contista e romancista Lygia Fagundes Telles nasceu em 1923, no centro de São Paulo. Desde criança adquiriu o gosto por contar histórias. Hoje, aos 96 anos, é muito reconhecida por sua grande capacidade narrativa e seu olhar atento ao outro. Os enredos que construiu são diversos e instigantes: vão desde a narração em primeira pessoa de um anão de jardim, ao caso do físico que estuda a estrutura da bolha de sabão, à pomba que se apaixona por um motorista de ônibus, à amizade entre jovens de realidades distintas durante a ditadura militar e à história de exploração de uma mulher do início ao fim de sua vida.

A escritora, que ocupa a cadeira nº 16 da Academia Brasileira de Letras, tem cerca de 80 anos de carreira e teve livros lançados em diversos países. Para entender a importância da obra de Lygia Fagundes Telles e reunir dicas, o Nexo conversou com:

  • Julián Fuks, escritor, crítico literário, autor do romance “A resistência” e doutor em Teoria Literária pela USP;
  • Nilton Resende, escritor, professor adjunto da Universidade Estadual de Alagoas e autor do livro “A construção de Lygia Fagundes Telles: edição crítica de Antes do Baile Verde”;
  • Virginia Vasconcelos, professora adjunta do Departamento de Teoria Literária e Literatura da Universidade de Brasília.

Neta da escritora, Lúcia Telles também participou do podcast, dando dicas de canções caras à avó e lendo trechos de contos e romances de sua obra. Ouça:

Músicas do programa

  • Sonata n. 25 - Mozart
  • Samba de Orly - Chico Buarque
  • Olhos nos olhos - Maria Bethania
  • Lígia - Chico Buarque
  • All or nothing at all - Frank Sinatra
  • Gymnopédies - Erik Satie
  • Desalento - Chico Buarque
  • Deus lhe pague - Chico Buarque
  • Filosofia - Chico Buarque
  • Canto de Ossanha - Vinicius de Moraes e Baden Powell (Os Afrosambas)
  • Lamento de Exu - Vinicius de Moraes e Baden Powell (Os Afrosambas)

Todos os conteúdos publicados no Nexo têm assinatura de seus autores. Para saber mais sobre eles e o processo de edição dos conteúdos do jornal, consulte as páginas Nossa Equipe e Padrões editoriais. Percebeu um erro no conteúdo? Entre em contato. O Nexo faz parte do Trust Project. Saiba mais.

Mais recentes