Ir direto ao conteúdo

Como começar a ver animações brasileiras

Conheça os principais filmes e séries que marcaram a história da produção nacional desde 1917, e ouça as recomendações de especialistas

O cinema de animação no Brasil tem mais de 100 anos de história, e no início a produção foi marcada por iniciativas individuais e com pouco apoio institucional. A partir dos anos 2000, no entanto, as animações brasileiras deram um salto, se profissionalizaram e passaram a ser reconhecidas tanto no plano interno como no externo.

Entre 2013 e 2015, o Brasil foi destaque no Festival de Annecy, da França, um dos mais importantes no meio. “Uma História de Amor e Fúria” e “O Menino e o Mundo” levaram o prêmio de melhor longa-metragem. E “Guida” foi escolhido melhor curta-metragem. Além disso, em 2016, “O Menino e o Mundo” foi a primeira animação brasileira a concorrer a um Oscar.

Neste episódio do podcast “Como começar”, o Nexo conversou com Rosana Urbes, diretora de “Guida”; Arnaldo Galvão, animador de séries como “Godofredo” e diretor do documentário “O Cinema Animado”; e Che Marchetti, storyboarder e escritora do livro “Trajetórias”, que conta a história da animação brasileira. Eles falam sobre os principais filmes e séries que marcaram a história da produção nacional desde 1917.

Ouça abaixo:

Músicas do programa

  • Cena extraída do filme História de Amor e Fúria

  • Trilha sonora de "O Menino e o Mundo" (2013)

  • Trecho e trilha de "Reanimando O Kaiser" (2013)

  • Trilha sonora de "Sinfonia Amazônica" (1951)

  • Cena extraída do filme "Piconzé" (1972)

  • Trilha sonora de "Meow" (1981)

  • Cena extraída de "As Aventuras da Turma da Mônica" (1986)

  • Introdução da série "O irmão do Jorel" (2014)

  • Trilha sonora do filme "Boi Aruá" (1984)

  • Trilha sonora de "Guida" (2015)

Filmes ou séries citadas

  • "Lino - O Filme: Uma Aventura de Sete Vidas" (2017)

  • "Guida" (2015)

  • "Godofredo" (2017)

  • "Cinema Animado" (2017)

  • "Uma História de Amor e Fúria" (2013)

  • "O Menino e o Mundo" (2013)

  • "O Kaiser" (1917)

  • "Reanimando O Kaiser" (2013)

  • “Luz, anima, ação” (2013)

  • "Macaco feio, macaco bonito" (1929)

  • "Sinfonia Amazônica" (1951)

  • "Piconzé" (1972)

  • "Meow" (1981)

  • "Boi Aruá" (1984)

  • "As aventuras da Turma da Mônica" (1982)

  • "O irmão do Jorel" (2014)

  • "Peixonauta" (2009)

  • "Mundo Bita" (2010)

  • "Meu Amigãozão" (2010)

  • "Historietas" (2013)

  • "Guaxuma" (2018)

  • "Cidade dos Piratas do Alto Guerra" (2018)

  • "Egun, os mistérios do mar" (2015)

  • "Até que a Sbórnia nos Separe" (2013)

Colaborou Laila Mouallem

Todos os conteúdos publicados no Nexo têm assinatura de seus autores. Para saber mais sobre eles e o processo de edição dos conteúdos do jornal, consulte as páginas Nossa Equipe e Padrões editoriais. Percebeu um erro no conteúdo? Entre em contato. O Nexo faz parte do Trust Project. Saiba mais.

Mais recentes