Ir direto ao conteúdo

O sargento da equipe de apoio presidencial preso com cocaína

Integrante da Aeronáutica que fazia viagem de suporte para a ida de Jair Bolsonaro ao encontro do G20 foi pego tentando entrar com 39 kg de droga em Sevilha, na Espanha. Entenda o caso

    Um sargento da Aeronáutica foi preso em Sevilha, na Espanha, na terça-feira (25), com 39 kg de cocaína. O militar era parte do grupo de apoio à viagem presidencial de Jair Bolsonaro rumo ao Japão, onde participa de encontro com outros líderes mundiais do G20. Nesta quarta-feira (26), o vice-presidente Hamilton Mourão disse que “uma atitude dessa natureza não brotou da cabeça dele [do sargento]”. Entenda neste “Durma com essa” o que pode acontecer com o militar agora e como o caso expõe as Forças Armadas.

     

     

    Colaborou Laura Capelhuchnik

    Todos os conteúdos publicados no Nexo têm assinatura de seus autores. Para saber mais sobre eles e o processo de edição dos conteúdos do jornal, consulte as páginas Nossa Equipe e Padrões editoriais. Percebeu um erro no conteúdo? Entre em contato. O Nexo faz parte do Trust Project. Saiba mais.

    Mais recentes