Ir direto ao conteúdo

O que é o Telegram. E quão seguros são apps de conversa

Vazamentos de diálogos entre Sergio Moro e Deltan Dallagnol expõem autoridades públicas. Entenda como funcionam os aplicativos de mensagens

O aplicativo de mensagens Telegram afirmou nesta terça-feira (11) que não tem nenhuma evidência de que sua plataforma tenha sido hackeada no caso envolvendo o ministro da Justiça, Sergio Moro, e o procurador Deltan Dallgnol. Segundo a empresa, é mais provável que os celulares de ambos tenham sido invadidos – e com isso o aplicativo de mensagens tenha sido acessado. No domingo, The Intercept Brasil publicou uma série de reportagens com diálogos comprometedores feitos no Telegram entre o ex-juiz federal e o chefe da operação Lava Jato. Conheça no “Durma com essa” a história do aplicativo fundado por dois irmãos russos.

 
 

Todos os conteúdos publicados no Nexo têm assinatura de seus autores. Para saber mais sobre eles e o processo de edição dos conteúdos do jornal, consulte as páginas Nossa Equipe e Padrões editoriais. Percebeu um erro no conteúdo? Entre em contato. O Nexo faz parte do Trust Project. Saiba mais.

Mais recentes