Ir direto ao conteúdo

O secretário do Audiovisual que caiu antes de assumir

Edilásio Barra havia sido indicado pelo governo, que voltou atrás na nomeação após críticas. Entenda a crise que ronda o setor responsável pela produção de cinema e TV no Brasil

    O ministério da Cidadania recuou nesta quarta-feira (5) na nomeação de um novo secretário de Audiovisual. O titular da pasta havia sinalizado que iria indicar Edilásio Barra para o posto, mas desistiu da ideia após críticas de profissionais do setor. Um dos nomes que mais se opuseram a Barra foi o do deputado federal Alexandre Frota, do PSL, partido do presidente Jair Bolsonaro. Esta edição do “Durma com essa” explica o vaivém de secretários e a crise que envolve a Ancine (Agência Nacional de Cinema).

    Ouça abaixo:

     

    Todos os conteúdos publicados no Nexo têm assinatura de seus autores. Para saber mais sobre eles e o processo de edição dos conteúdos do jornal, consulte as páginas Nossa equipe e Padrões editoriais. Percebeu um erro no conteúdo? Entre em contato. O Nexo faz parte do Trust Project.

    Mais recentes