O desbloqueio de bolsas da Capes. E os cortes na educação

Instituição do governo federal que financia programas de pós-graduação e pesquisa no país já havia sofrido contingenciamento de verbas

    A Capes, agência federal de fomento à produção científica no país, destravou nesta segunda-feira (13) o dinheiro para o pagamento de 1.224 bolsas de pós-graduação, além de cerca de 100 bolsas de doutorandos que estão retornando do exterior para concluir suas pesquisas. A verba para essas bolsas tinha sido congelada no começo de maio – cerca de 3.500 outras bolsas continuam bloqueadas. O contingenciamento atende às demandas do Ministério da Economia. Entenda neste “Durma com essa” como o governo de Jair Bolsonaro vem lidando com a educação superior no país.

     

    Colaborou Laura Capelhuchnick

    Todos os conteúdos publicados no Nexo têm assinatura de seus autores. Para saber mais sobre eles e o processo de edição dos conteúdos do jornal, consulte as páginas Nossa equipe e Padrões editoriais. Percebeu um erro no conteúdo? Entre em contato. O Nexo faz parte do Trust Project.

    Já é assinante? x

    Entre aqui

    Continue sua leitura

    Inscreva-se abaixo no Boletim Coronavírus, uma newsletter diária do Nexo: