Ir direto ao conteúdo

O que é insider trading. E o caso de Wesley Batista da JBS

Empresário dono de frigorífico é acusado de ter usado informações privilegiadas para fazer operações lucrativas em dólar no mercado

    O Ministério Público Federal denunciou nesta terça-feira (7) Wesley Batista por insider trading. Trata-se do crime de usar informações privilegiadas para obter lucros no mercado de capitais. É a segunda vez que o empresário da JBS, um dos maiores frigoríficos do mundo, torna-se réu pela prática. Em maio de 2017, pouco antes de o conteúdo da delação premiada fechada por ele e seu irmão, Joesley Batista, vir a público, Wesley fez operações milionárias em dólar. Entenda o caso neste “Durma com essa”.

     
     

    Colaborou Laura Capelhuchnik

     

    Todos os conteúdos publicados no Nexo têm assinatura de seus autores. Para saber mais sobre eles e o processo de edição dos conteúdos do jornal, consulte as páginas Nossa equipe e Padrões editoriais. Percebeu um erro no conteúdo? Entre em contato. O Nexo faz parte do Trust Project.