Ir direto ao conteúdo

O pacote de Bolsonaro e a nova crise com os caminhoneiros

Governo federal busca conter insatisfação da categoria, que estava em sua base eleitoral, com o aumento do preço do diesel. Ameaça de greve ainda existe

    O governo de Jair Bolsonaro anunciou nesta terça-feira (16) um pacote de medidas para caminhoneiros. Abriu uma linha de crédito de R$ 500 milhões para transportadores autônomos no BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social). E prometeu um investimento de mais de R$ 2 bilhões em obras de estradas pelo país. O pacote vem em um momento de insatisfação da categoria com o aumento do preço do diesel. Uma nova greve nacional, como a que parou o Brasil em maio de 2018, não está descartada. O “Durma com essa” resgata o histórico dessa contenda e explica o que está em jogo politicamente e economicamente. Ouça:

     
     

    Colaborou Laura Capelhuchnik

    Todos os conteúdos publicados no Nexo têm assinatura de seus autores. Para saber mais sobre eles e o processo de edição dos conteúdos do jornal, consulte as páginas Nossa equipe e Padrões editoriais. Percebeu um erro no conteúdo? Entre em contato. O Nexo faz parte do Trust Project.