Ir direto ao conteúdo

Solidariedade com um humorista, silêncio sobre os 80 tiros

No tuíte sobre Danilo Gentili, presidente da República chama atenção sobre suas prioridades na hora de se manifestar sobre casos de repercussão nacional

    Jair Bolsonaro se solidarizou nesta quinta-feira (11) com o humorista e apresentador de TV Danilo Gentili, condenado no dia anterior em um processo por injúria movido pela deputada petista Maria do Rosário. O presidente ainda mantém silêncio sobre os 80 tiros de militares num carro com uma família dentro, no caso em que Evaldo Rosa, de 51 anos, morreu na zona norte do Rio, no domingo (7). Este “Durma com essa” discute as prioridades de manifestação do presidente, numa conversa com Cláudio Couto, cientista político da FGV-SP. Ouça:

     

    Colaboraram Conrado Corsalette e Mauricio Abbade

    Todos os conteúdos publicados no Nexo têm assinatura de seus autores. Para saber mais sobre eles e o processo de edição dos conteúdos do jornal, consulte as páginas Nossa Equipe e Padrões editoriais. Percebeu um erro no conteúdo? Entre em contato. O Nexo faz parte do Trust Project. Saiba mais.

    Mais recentes