Como começar a ouvir música clássica

Gênero musical de compositores como Beethoven, Mozart e Chopin é tema deste podcast, que traz entrevistas e dicas para se lançar no universo dos clássicos

Temas

Quando se fala em música clássica, é quase impossível não pensar nos grandes compositores do passado, como Wolfgang Amadeus Mozart, Johann Sebastian Bach, Ludwig van Beethoven, Johannes Brahms. E também artistas ainda hoje em atividade, como Arvo Pärt, John Adams, Philip Glass. 

Retratados em livros e filmes como seres geniais, cuja obra é capaz de emocionar milhões de pessoas, seus autores são tema de centenas de biografias, filmes e análises apaixonadas. Mas, por que tanta gente tem medo de se aproximar desse gênero? A música clássica (pelo mundo e no Brasil) segue viva no cinema, no teatro, nas salas de concerto, mas é preciso ter curiosidade para se aproximar desse universo de estilos — e também se permitir perder um tempo para descobrir outras maneiras de ouvir e apreciar música.

Para entender o que ela é, seu vocabulário básico e como começar a ouvi-la, o Nexo conversou com os jornalistas e escritores João Luiz Sampaio e Irineu Franco Perpétuo, a pesquisadora de música Camila Fresca, o maestro André Bachur e Cristian Budu, pianista brasileiro com carreira em ascensão no exterior.

 

Faixas tocadas

  • Pour Elise (Bagatela para piano nº 25 em lá menor) - Ludwig van Beethoven (1810)
  • Fratres - Arto Pärt (1977)
  • Sinfonia nº 3, op. 90 - Johannes Brahms (1883)
  • Concerto para piano nº 5, op. 73 - Ludwig van Beethoven (1809-1811)
  • Missa de Réquiem - Giuseppe Verdi (1874)
  • Turandot - Giacomo Puccini (1924)
  • Sonata para piano nº 14, op. 27 (Sonata ao Luar) - Ludwig van Beethoven (1801)
  • Sinfonia nº 40 - Wolfgang Amadeus Mozart (1788)
  • Poema sinfônico op. 30 (Assim falou Zaratustra) - Richard Strauss (1896)
  • Bachianas Brasileiras nº 2 (O trenzinho do caipira) - Heitor Villa-Lobos (1930)
  • Mad Rush - Philip Glass (1979)
  • Cantata BWV 147 (coral final: Jesus, alegria dos homens) - Johann Sebastian Bach (1716)
  • Suíte Os Planetas, op. 32 (4. Júpiter) - Gustav Holst (1914-1916)
  • A Sagração da Primavera (balé) - Igor Stravinsky (1913)
  • 8 Improvisações sobre canções camponesas húngaras - Béla Bartók (1920)
  • Tocatina op. 6 nº 1, em lá menor - Clara Schumann (1836)
  • Mourão - César Guerra-Peixe (1951)
  • Ponteio - Claudio Santoro (1953)

 

 

Todos os conteúdos publicados no Nexo têm assinatura de seus autores. Para saber mais sobre eles e o processo de edição dos conteúdos do jornal, consulte as páginas Nossa equipe e Padrões editoriais. Percebeu um erro no conteúdo? Entre em contato. O Nexo faz parte do Trust Project.

Já é assinante? x

Entre aqui

Continue sua leitura

Inscreva-se abaixo no Boletim Coronavírus, uma newsletter diária do Nexo: