Ir direto ao conteúdo

O que fazem e o que querem os ‘nem-nem’ brasileiros

Pesquisa revela o perfil sócio-econômico dos jovens de 15 a 24 anos que não estão na escola nem trabalham

    A pesquisa “Millennials na América Latina e no Caribe”, apresentada nesta segunda-feira (3) em Brasília pelo Ipea (Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada), traz informações sobre ocupação formal e educação entre jovens latino-americanos. O levantamento, baseado em entrevistas com mais de 15 mil jovens em nove países, aponta que 23% dos brasileiros entre 15 e 24 anos não trabalham nem estudam. São os chamados “nem-nem”. Mas essa não é uma população satisfeita com a desocupação, segundo a pesquisa. E muitos deles têm que ajudar em afazeres domésticos. Ouça:

     
     

    Colaborou Laura Capelhuchnik

    Todos os conteúdos publicados no Nexo têm assinatura de seus autores. Para saber mais sobre eles e o processo de edição dos conteúdos do jornal, consulte as páginas Nossa Equipe e Padrões editoriais. Percebeu um erro no conteúdo? Entre em contato. O Nexo faz parte do Trust Project. Saiba mais.

    Mais recentes