Ir direto ao conteúdo

Joaquim Levy: do ajuste frustrado de Dilma ao governo Bolsonaro

Ex-ministro da Fazenda de petista foi confirmado como futuro presidente do BNDES. Relembre sua trajetória

    O nome de Joaquim Levy foi confirmado nesta segunda-feira (12) como o presidente do BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social) a partir de janeiro de 2019, quando começa o governo de Jair Bolsonaro. A confirmação veio de Paulo Guedes, o guru econonômico do presidente eleito. Neste “Durma com essa”, relembre a história de Levy, engenheiro naval e economista com doutorado pela Universidade de Chicago e que foi ministro da Fazenda no começo do segundo mandato de Dilma Rousseff.

     

    Colaborou Laila Mouallem

     

    Todos os conteúdos publicados no Nexo têm assinatura de seus autores. Para saber mais sobre eles e o processo de edição dos conteúdos do jornal, consulte as páginas Nossa Equipe e Padrões editoriais. Percebeu um erro no conteúdo? Entre em contato. O Nexo faz parte do Trust Project. Saiba mais.

    Mais recentes