Ir direto ao conteúdo

A suspeita de ação empresarial anti-PT no WhatsApp

Reportagem do jornal Folha de S.Paulo aponta compra de pacotes de ‘disparo em massa’ de mensagens sem registro declarado

    Uma reportagem publicada nesta quinta-feira (18) pelo jornal Folha de S.Paulo afirma que empresas estão comprando pacotes de disparos de mensagens em massa no WhatsApp para atacar o PT. Por envolver contratos de até R$ 12 milhões, a ação pode ser caracterizada como uma doação para o candidato Jair Bolsonaro, a quem, segundo o jornal, as empresas apoiam. O petista Fernando Haddad acusa o adversário do PSL de caixa dois. Esta edição do “Durma com essa” trata do caso e debate o papel do WhatsApp na disseminação de notícias fraudulentas nestas eleições presidenciais de 2018. Ouça:

     

    Colaborou Laura Capelhuchnik

    Todos os conteúdos publicados no Nexo têm assinatura de seus autores. Para saber mais sobre eles e o processo de edição dos conteúdos do jornal, consulte as páginas Nossa equipe e Padrões editoriais. Percebeu um erro no conteúdo? Entre em contato. O Nexo faz parte do Trust Project.