Ir direto ao conteúdo

Políticos declaram apoios no 2º turno. Mas isso funciona?

Ex-adversários de 1º turno definem posição entre Jair Bolsonaro e Fernando Haddad. O 'Durma com essa' discute qual o peso dessas declarações, na história e em 2018

    Nesta terça-feira (9), partidos e candidatos foram a público dizer como vão se posicionar na escolha para o segundo turno: apoiam Jair Bolsonaro, do PSL, Fernando Haddad, do PT, ou ficam neutros? O PTB de Roberto Jefferson, por exemplo, vai de Bolsonaro. O PSB vai de Haddad. E o Novo de João Amoedo disse que não apoia ninguém, "mas é contra o PT". Entenda para que servem esses apoios e como eles influenciam a dinâmica da campanha, desde 1989. Ouça:

     
     

    Com colaboração de Laura Capelhuchnik

    Todos os conteúdos publicados no Nexo têm assinatura de seus autores. Para saber mais sobre eles e o processo de edição dos conteúdos do jornal, consulte as páginas Nossa equipe e Padrões editoriais. Percebeu um erro no conteúdo? Entre em contato. O Nexo faz parte do Trust Project.