O drama argentino: crise econômica, dólar alto e greve geral

Governo de Mauricio Macri enfrenta paralisações e protestos. Entenda com o ‘Durma com essa’ os porquês da grave situação que vive o país vizinho

    Centrais sindicais argentinas realizaram nesta terça-feira (25) uma greve geral, com bancos, postos de gasolina e mercados de portas fechadas em Buenos Aires e em outras cidades. Esta é a quarta grande paralisação contra o governo do presidente Mauricio Macri.

    A Argentina passa por uma forte crise econômica, que se expressa principalmente na desvalorização do peso frente ao dólar. O país pediu socorro ao Fundo Monetário Internacional e vê os níveis de desemprego.

    Também nesta terça (25), o presidente do Banco Central renunciou. Entenda como Macri, um político liberal na economia, chegou até aqui, e relembre o histórico das sucessivas crises argentinas nesta edição do “Durma com essa”, o novo podcast de notícias do Nexo.

    Ouça:

     
     

    Colaborou Laura CapelhuchnikESTÁ ERRADO: Um trecho deste podcast diz que Néstor Kirchner morreu em 2007, quando na verdade foi em 2010. Esta nota foi incluída às 12h35 de 27 de setembro de 2018.

    Todos os conteúdos publicados no Nexo têm assinatura de seus autores. Para saber mais sobre eles e o processo de edição dos conteúdos do jornal, consulte as páginas Nossa equipe e Padrões editoriais. Percebeu um erro no conteúdo? Entre em contato. O Nexo faz parte do Trust Project.