Ir direto ao conteúdo

O que é o pós-punk. E as músicas que ajudam a entendê-lo

Período de 1978 a 1984 viu a eclosão de bandas que desafiaram gêneros, misturaram estilos e questionaram atitudes no rock e no pop

    Temas

    Mais do que um gênero ou estilo, o pós-punk é,  segundo críticos e estudiosos, uma fase. Ela abrange uma série de bandas que surgem depois de 1977, ano do punk inglês.

    Inspirando-se ideologicamente na atitude "faça-você-mesmo" esses grupos foram além da guitarra, incorporando a seu som técnicas do dub jamaicano, os polirritmos do afrobeat, divagações do krautrock alemão, a improvisação do jazz, batidas de música eletrônica. Embora o termo, “pós-punk”, seja utilizado para designar um momento da música inglesa, houve reverberações também nos Estados Unidos e no Brasil.

    Nesta edição o "Escuta" experimenta um formato novo: a playlist comentada. Ao longo do programa são tocadas e discutidas dez faixas selecionadas a partir de uma lista com 100, que está disponível para ser ouvida no perfil do Nexo no Spotify.

     

    Ouça a playlist com 100 músicas que marcaram o pós-punk:

     

    Músicas do programa:

    Public Image Ltd. – Swan Lake (Death Disco)

    Gang of Four - Damaged Goods

    The Slits – Typical Girls

    Talking Heads - Once in a Lifetime

    Joy Division - Atmosphere

    Siouxsie and the Banshees – Happy House

    The Normal - Warm Leatherette

    Wire - Heartbeat

    Mercenárias - Inimigo

    Fellini – Teu Inglês

    ESG – Dance

     

    Com colaboração de Ricardo Monteiro

    Todos os conteúdos publicados no Nexo têm assinatura de seus autores. Para saber mais sobre eles e o processo de edição dos conteúdos do jornal, consulte as páginas Nossa Equipe e Padrões editoriais. Percebeu um erro no conteúdo? Entre em contato. O Nexo faz parte do Trust Project. Saiba mais.

    Mais recentes