Ir direto ao conteúdo

Como começar a ver Eduardo Coutinho

Neste podcast, propomos um percurso para conhecer ou revisitar a obra de um dos mais importantes documentaristas do Brasil e do mundo

    Temas
     

    Eduardo Coutinho é um dos principais nomes do cinema brasileiro e mundial. O cineasta morreu em 2014. Em 2017, ele é homenageado em livros e retrospectivas. Autor de mais de 20 filmes, entre longas, médias e curtas de ficção e, principalmente, documentário, Coutinho tem uma obra complexa e que é muito comentada e estudada por especialistas.

    A editora 7 Letras lançou em junho uma coleção chamada “Cinema em livro: Eduardo Coutinho visto por”. Serão ao todo 19 volumes; para cada um, cineastas e cientistas sociais comentam um filme em particular do diretor.

    Neste podcast, conversamos com as organizadoras dessa coleção, Eliska Altmann, socióloga, e Tatiana Bacal,  antropóloga. Falamos também com o editor Milton Ohata, organizador de livro de 2013, publicado pela Cosac Naify, que reúne diversos textos, do próprio Coutinho e de críticos e estudiosos de cinema.

    Os especialistas falam sobre traços marcantes do diretor e descrevem algumas das inovações que ele alcançou em sua filmografia.

     

    Neste episódio, foram tocadas as músicas “Children’s Games” e “Stone Flower” e “Choro”, do álbum “Stone Flower”, e “Arquitetura de Morar” e “Saudade do Brasil”, do álbum “Urubu”, de Tom Jobim

    Todos os conteúdos publicados no Nexo têm assinatura de seus autores. Para saber mais sobre eles e o processo de edição dos conteúdos do jornal, consulte as páginas Nossa Equipe e Padrões editoriais. Percebeu um erro no conteúdo? Entre em contato. O Nexo faz parte do Trust Project. Saiba mais.

    Mais recentes