O massacre de Jacarezinho e o projeto miliciano de 2022
Foto: Ricardo Moraes/Reuters - 6.mai.2021

    O massacre de Jacarezinho e o projeto miliciano de 2022

    As narrativas que dividem a sociedade carioca entre ‘pessoas de bem’ e defensores dos direitos humanos irão se enfrentar de forma direta nas próximas eleições

    A covid-19 já ceifou mais de 45.000 vidas no Rio de Janeiro, unidade federativa que detém o maior percentual de contaminados que morrem por causa da doença. Todas as autoridades fluminenses deveriam estar empenhadas em enfrentar essa tragédia. Todavia, no meio dela, recebemos a notícia das 25 pessoas assassinadas na favela do Jacarezinho. A indignação e a tristeza são imensas. E a preocupação maior ainda. De fato, como demonstrou a entrevista coletiva feita pela cúpula da Polícia Civil após o massacre, a lógica genocida que domina o estado não é obra de indivíduos perversos, apenas, mas de uma política de extermínio sobretudo da população negra. Que se articula com a inação desses agentes diante do crescimento das milícias, que já dominam territórios onde reside um terço da população carioca. Assim, não foi coincidência o encontro que antecedeu o massacre entre o genocida número um do país com o governador que hoje ocupa o posto. Nem o fato de ele ocorrer logo após a privatização da Cedae e do anúncio da possível candidatura de Marcelo Freixo a governador numa frente democrática que tem a defesa da República e o enfrentamento das milícias como prioridades.

    Todos os conteúdos publicados no Nexo têm assinatura de seus autores. Para saber mais sobre eles e o processo de edição dos conteúdos do jornal, consulte as páginas Nossa equipe e Padrões editoriais. Percebeu um erro no conteúdo? Entre em contato. O Nexo faz parte do Trust Project.

    Conteúdo exclusivo para assinantes

    Gosta do nosso jornalismo?

    Somos um jornal independente, por assinatura, e sem publicidade, financiado por vocês, nossos leitores. Jornalismo de qualidade no qual você pode confiar.

    • → O essencial para estar bem informado todos os dias
    • → Notícias de forma clara, equilibrada e organizada
    • → Newsletters exclusivas
    • → Acesso a nossos gráficos e especiais

    Esteja conectado com o melhor da informação.
    Torne-se um assinante. Junte-se ao Nexo!